Doze futebolistas indonésios suspensos após cinco autogolos no mesmo jogo

Doze jogadores de duas equipas de futebol da Indonésia foram excluídos do campeonato, após um jogo do torneio de final de época em que foram marcados cinco autogolos, para tentar evitar uma equipa supostamente apoiada pela máfia.



"A FIFA ensina-nos a jogar para ganhar e eles jogaram para perder. Quando se joga para perder, não vale a pena", disse Hinca Panjaitan, presidente da Comissão Disciplinar da Federação Indonésia, citado pela agência France Presse.

Na ilha de Java, a principal do país, o PSS Sleman bateu o PSIS Semarang por 3-2, pois o seu adversário "conseguiu" fazer três autogolos nos derradeiros três minutos, na divisão secundária do campeonato.

No desafio, ambos os guarda-redes revelam tentativas falhadas de travar atrasos, de longe, dos seus colegas, afastando-se das balizas, enquanto a bola rolava tranquilamente na sua direção.

O objetivo dos rivais era, alegadamente, evitar defrontar na meia-final o Pusamania Borneo FC, equipa supostamente apoiada pela máfia.

com Lusa