Presidente da federação de ciclismo diz que Rui Costa ficou aquém do esperado no Tour

O presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC), Delmino Pereira, considerou ontem que Rui Costa "não conseguiu atingir o seu grande objetivo" da temporada, após a desistência na Volta a França.

 


À margem da assinatura do protocolo de cooperação entre as federações de ciclismo de Portugal e Timor-Leste, Delmino Pereira lamentou a desistência da prova por parte de Rui Costa, durante a 11.ª etapa Tour, que ligava Pau a Cauterets, afirmando que a prestação do corredor português, ao serviço da equipa italiana da Lampre-Merida, ficou aquém do esperado.


"Lamento os resultados que ele se propôs a atingir durante a Volta a França não terem sido atingidos. Ficou um bocadinho aquém daquilo que a gente esperava e o próprio Rui Costa sabe que não conseguiu atingir o seu grande objetivo da época desportiva", afirmou.


Delmino Pereira comentou a participação dos restantes portugueses na prova, considerando que "têm feito um papel aceitável", deixando claro que gostaria que um dos corredores ganhasse uma etapa.


"Os restantes corredores portugueses na volta a França, o caso do Tiago Machado, do Nélson Oliveira e do José Mendes, têm feito um papel aceitável, não tanto como aquilo que desejávamos. Nós gostávamos que eles ganhassem uma etapa e que a bandeira de Portugal aparecesse várias vezes nos grafismos da Volta a França, o que não tem acontecido", concluiu.


@Lusa