Timorenses celebram vitória da seleção na abertura da qualificação ao Mundial2018

Milhares de timorenses celebraram hoje, em Díli, a vitória de 4-1 da seleção nacional sobre a Mongólia no primeiro jogo da ronda de qualificação para o Mundial2018, que se disputa na Rússia.

 



À semelhança do que tem acontecido nos jogos de abertura para os anteriores mundiais, a seleção anfitriã do primeiro encontro abriu a vencer, com dois golos nos primeiros 10 minutos de Chiquito, que acabou por ser substituído aos 67 por Jairo Neto, que marcou o quarto golo.

O Estádio Municipal de Díli foi pequeno para acolher tantos adeptos, com as duas bancadas cheias e milhares, em pé, agarrados à vedação que rodeia o estádio ou pendurados nas quatro torres de iluminação.

Vários membros do Governo acompanharam o encontro, incluindo o ministro de Estado e Coordenador dos Assuntos Sociais e Ministro da Educação, Fernando La Sama de Araújo, e o ministro do Turismo, Artes e Cultura, Francisco Kalbuady Lay, que é também presidente da Federação de Futebol de Timor-Leste.

A vitória de Timor-Leste, que foi sempre a equipa que mais atacou, pressionando constante a baliza de Ariumbold, só se ampliaria já na fase final do encontro, com dois golos nos últimos minutos, primeiro de Rodrigo, aos 89, e depois de Jairo Neto, aos 90.

O golo de ‘honra’ da seleção da Mongolia foi marcado já no segundo minuto dos descontos pelo capitão da equipa Bayasgalangiin Garidmagnai.

Tanto Timor-Leste como a Mongólia, que abriram hoje no Estádio Municipal de Díli a fase de qualificação para o Mundial 2018, estão entre as equipas nacionais menos experientes do planeta.

As duas seleções totalizavam, até hoje, apenas 65 encontros, com a Mongólia a ser a mais experiente, com 28 encontros internacionais, contra os 27 disputados por Timor-Leste, que é também a mais jovem seleção da FIFA.

Dos 27 encontros disputados pela seleção timorense, 24 foram derrotas, duas vitórias e um empate.

As estreias internacionais de Timor-Leste foram na ronda preliminar da Asia Cup, em março de 2003, quando perderam 3-2 com o Sri Lanka e 3-0 com Taipei. A primeira vitória surgiu apenas em 2012, com o 5-1 sobre o Camboja.

Treinada pelo português José Luis entre 2004 e 2006 e, desde aí por sete treinadores diferentes - três timorenses e quatro brasileiros - a seleção timorense é desde o inicio deste ano treinada pelo brasileiro Fabio Joaquim Maciel da Silva.

"Fizemos uma boa partida apesar do muito calor. Estamos a ver uma evolução contínua no trabalho dos jogadores e isso ficou patente hoje", disse o treinador à agência Lusa depois do encontro.

Segundo o técnico brasileiro, "a maioria da equipa são garotos de 20 ou 22 anos e eles estão a responder muito bem” à estratégia.

“Esperamos dar continuidade ao trabalho e que as coisas ainda possam melhorar", afirmou.

O jogo da segunda mão está marcado para 17 de março, em Ulan Bator.

com Lusa