Vice-presidente da federação timorense apoia candidatura de Figo à presidência da FIFA

O vice-presidente da Federação Futebol Timor-Leste (FFTL), Filomeno Fernandes, disse hoje ser "um orgulho" que Luis Figo seja candidato à presidência da FIFA e que vai defender na organização timorense o apoio à sua candidatura.

 

"Vamos ter um encontro [da FFTL] para tomar uma decisão sobre quem apoiamos, mas eu defendo que a federação apoie a candidatura de Figo para presidente da FIFA", declarou à agência Lusa, sublinhando: "é um português, de um país irmão, e é um orgulho para nós ser candidato e ainda mais se for presidente".

Filomeno Fernandes recordou que o futebol português é acompanhado de perto pelos timorenses, com várias equipas afiliadas a clubes portugueses.

"Acho que para nós os países da CPLP é muito favorável ter o Figo na presidência da FIFA. Teríamos muito orgulho porque era ter um irmão na liderança da FIFA, do futebol mundial", explicou.

Sem liga nacional há dois anos, Timor-Leste vai sendo palco de alguns jogos, pontualmente, como é o caso do próximo fim de semana, em que o Sporting Laulara e Benfica - equipa presidida pelo primeiro-ministro, Xanana Gusmão, recebe em encontro amigável uma equipa da Tailândia.

Luís Figo justificou na quarta-feira a sua candidatura à presidência da FIFA, nas eleições que vão decorrer a 29 de maio, com a ambição de mudar o organismo e retribuir o que o futebol lhe deu.

"Devo ao futebol o que sou e sinto que chegou a hora de retribuir tudo o que recebi, ao longo de tantos e tantos anos. Decidi candidatar-me a presidente da FIFA, foi uma decisão ponderada, assente na vontade de mudança, numa visão reformadora e na necessidade de dar mais transparência a uma instituição que vai perdendo credibilidade e a sua capacidade mobilizadora", afirmou Luís Figo, numa declaração em vídeo publicada no sítio da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na Internet.

Luís Figo, de 42 anos, anunciou ser o sexto candidato à presidência do organismo que rege o futebol mundial, depois de Joseph Blatter, atual presidente, Michel van Praag, presidente da federação holandesa, David Ginola, ex-jogador francês, Jerome Champagne, candidato independente francês, e o príncipe Ali bin Al Hussein da Jordânia, vice-presidente da FIFA, confirmando o apoio da FPF.

@Lusa

 

tags: ,